top of page

Geopolítica Brasileira: a contribuição do Setor de Defesa.


Figura disponível em: https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcRX6ke6XZwZLd-lxWGXFcKsG0BECtD7oINC0A&usqp=CAU

O Blog em suas postagens anteriores sobre o Brasil fez uma análise das nossas potencialidades, e do que o nosso país precisa para ser um Centro de Poder, elas estão disponíveis em: https://www.atitoxavier.com/my-blog/categories/brasil . Nelas foram enfocados vários aspectos importantes para que o leitor possa iniciar a sua apreciação sobre o tema.

No post de hoje falaremos um pouco sobre a contribuição do Setor de Defesa para a nossa Geopolítica.

O interesse da sociedade brasileira pelo estudo da Geopolítica e pelos assuntos de Defesa tem aumentado cada vez mais, e isso é muito bom,  pois tais assuntos acabam por se relacionar mutuamente. Tal fato pode ser exemplificado pela multiplicação de sites especializados nessas temáticas, bem como aumento dos cursos universitários de defesa.

Nesse sentido, ao verificarmos as recentes conquistas do Brasil na área militar, fica demonstrada que a união do governo, academia e indústria nos possibilita de termos a capacidade de desenvolver, e, num futuro próximo, exportar produto nacional com alto valor agregado.  

É digno de nota que as tecnologias militares desenvolvidas e em desenvolvimento contribuem para o aprimoramento tecnológico, criação de empregos, melhoria da formação dos trabalhadores, emprego no bem-estar da sociedade civil, aumento do parque industrial, e incremento da economia nacional.

Ter a capacidade de desenvolver sensores, sistemas, armamentos e meios de defesa, projeta o país no cenário internacional, bem como contribui para a dissuasão estratégica. Ademais, tal capacidade é fundamental na construção do Brasil como um Centro de Poder.  

Atualmente, somos o único país no Hemisfério Sul capaz de:

  • projetar, construir e exportar aeronaves militares;

  • construir submarinos convencionais, e em futuro próximo seremos capazes de projetar uma classe de submarino convencional totalmente brasileira;

  • projetar, construir e exportar drone aéreo de grande porte;

Além do citado acima, estamos desenvolvendo míssil anti-navio e míssil de cruzeiro de 300 KM que nos coloca na vanguarda da tecnologia militar no nosso âmbito regional.

Cabe mencionar os nossos programas de desenvolvimento de foguetes e o satelital que nos possibilitarão uma maior autonomia tecnológica.

Porém, não é somente na área de desenvolvimento tecnológico que o nosso setor de Defesa vem se destacando, mas também na formação dos seus militares seja nos exercícios internacionais, seja nas missões de paz da ONU.  Essas participações dão credibilidade ao Brasil devido ao desempenho de suas tropas

As ações dos Batalhões de Engenharia do Exército em suas tarefas de construir estradas contribui para a integração nacional, que faz parte da visão do nosso geopolítico Mário Travassos. 

O desenvolvimento do submarino de propulsão nuclear irá inserir o nosso país em outro patamar no concerto das nações, e possibilitará ao povo brasileiro um Estado com menor probabilidade de sofrer uma agressão externa.

O Blog é de opinião que o Setor de Defesa contribui de forma relevante para a formulação e implementação de uma Geopolítica Brasileira, e que o recente despertar da nossa sociedade para esse tema poderá colocar o Brasil em destaque no cenário internacional. Porém, somente com o apoio do poder político, que é escolhido pela população, é que poderemos ter um desenvolvimento forte e perene, e não um desenvolvimento por "espasmos" e a mercê da boa vontade do governante no poder. Deve ser um programa de Estado, de toda a sociedade brasileira. Quando isso acontecer, estará construída a base para a projeção do Brasil como um Centro de Poder do Hemisfério Sul.

Devemos nos orgulhar do que a nossa sociedade conquistou até aqui, a EMBRAER, AVIBRÁS, STELLA, além de outras empresas são exemplos do que nós brasileiros somos capazes.

Seguem alguns vídeos para nos fazer pensar e analisar o assunto:

=======================

Os vídeos a seguir mostram de forma ampla as atividades em desenvolvimento das nossas Forças Armadas:


Comentarios


bottom of page