top of page

A importância geopolítica da Antártica (ou Antártida).


Figura disponível em: https://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/Brasil/problemas8_problemas5_clip_image007.jpg

A Antártica é uma região extremamente inóspita, mas que desperta a atenção e interesse de vários países devido aos recursos minerais (minério de ferro, cromo, cobre, níquel, platina e entre outros minerais), reservas de petróleo, regulação do clima, pesquisas científicas, potencial pesqueiro, uma das maiores reservas de água doce, e pela proximidade de rotas marítimas importantes (Passagem de Drake e Estreito de Magalhães).

Dessa forma, alguns governos reivindicaram parte do território, sendo que tais disputas ficaram "congeladas" pelo Tratado da Antártica, assinado em 1959, cujo objetivo é de assegurar que a Antártida seja usada para fins pacíficos, para cooperação internacional na pesquisa científica, e não se torne cenário ou objeto de discórdia internacional, e pelo Protocolo de Madri que corroborou o Tratado da Antártida.

Figura disponível em: https://ichef.bbci.co.uk/news/410/media/images/75735000/gif/_75735138_antarcticmapcorrect.gif

Em relação a análise geoestratégica, alguns analistas consideram a importância militar da Antártica pelos seguintes motivos:

  • Controle das comunicações marítimas, principalmente as existentes em divisões de oceanos (vide a primeira figura); e

  • Serve como base para operações estratégicas de aeronaves e de base logística.

O Brasil atento a importância geopolítica da região decidiu instalar uma base científica no local em 1984 (Estação Antártica "Comandante Ferraz"), visando tornar-se um membro consultivo (tem direito a voto no futuro da região antártica). Além disso, por ser um país com potencial de liderança na América do Sul, não poderia ficar atrás das iniciativas do Chile e da Argentina na geopolítica do continente. Ademais, devido a Antártica fazer parte do Entorno Estratégico Brasileiro, não é interesse do Brasil a militarização da região, mas sim a manutenção do status quo do tratado.

Teoricamente a partir de 2048 os países poderão explorar a região Antártica, pois é quando termina a moratória de exploração estabelecido pelo tratado, o que poderá despertar uma disputa geopolítica, como a descrita pelo blog no tocante ao Ártico.

Atualmente a China vem ampliando a sua participação na região com alegações de contribuir para ajudar na emergência climática por meio de pesquisas relacionadas ao clima e a energias sustentáveis.

O blog acredita que haverá uma militarização na região por volta de 2040 nas proximidades do término do Tratado da Antártida, em virtude dos interesses geopolíticos e econômicos relatados na postagem e da competição entre as grandes potências atuais.

Seguem alguns vídeos para se aprofundar no tema:


Qual a sua opinião?





Comentários


bottom of page