top of page

Porque devemos olhar com mais atenção para o Paraguai?


Figura disponível em https://agencia.fiocruz.br/sites/agencia.fiocruz.br/files/publique/epsjv_mapa.jpg

O Paraguai, em que pese ter reduzida visibilidade na nossa mídia tradicional, o que por vezes pode-se ser justificada pela alta instabilidade no cenário internacional, como: os atuais conflitos fora do nosso subcontinente - América do Sul, a problemática da disputa da região de Essequibo, entre a Venezuela e a Guiana, bem como a crise interna argentina, possui uma relevância geopolítica para o Brasil.

Nesse sentido, o presente artigo tem como objetivo lançar uma luz sobre o nosso vizinho, que por vezes é esquecido pela nossa sociedade, e que, em nossa visão, não deveria, pois atualmente é o terceiro, quiçá o segundo, destino dos emigrantes brasileiros no mundo.

A figura a seguir nos mostra os Estados que possuem as maiores comunidades de cidadãos brasileiros no mundo:


Figura disponível em https://g1.globo.com/politica/noticia/2023/08/10/veja-onde-moram-e-quantos-sao-por-pais-os-brasileiros-no-exterior-de-acordo-com-estimativa-do-itamaraty.ghtml

Além dos brasileiros, tem sido verificada uma grande imigração de alemães para o Paraguai, por uma série de motivos, como: impostos menores e terras férteis. Porém, alguns analistas alegam que a principal razão seria o aumento da população muçulmana na Alemanha, que tem feito com que, a partir da pandemia da COVID-19, alguns cidadãos daquele país estejam se dirigindo em maior número para o nosso vizinho, principalmente para os municípios paraguaios de Hohenau, Obligado e Bella Vista onde existem comunidades alemãs, conhecidas por Colônias Unidas.

Ao verificarmos o mapa abaixo, vemos que os municípios citados ficam nas proximidades do Rio Paraná, que é uma hidrovia importante:

Figura disponível no Google Maps

Ademais, a maior parte dos atuais imigrantes alemães seria formada por pessoas anti-imigração, ou seja, com viés xenófobo, o que poderá gerar um problema interno paraguaio, no futuro, como a islamofobia, inclusive impactando na região da tríplice fronteira, em virtude da sua proximidade - cerca de 240 Km, pois existem nessa área vários descendentes e imigrantes de origem muçulmana.

O vídeo, de 04 de março de 2023, a seguir aborda a imigração alemã no Paraguai:


No caso da imigração alemã, mencionada acima, podemos verificar algumas coincidências com a imigração brasileira para o Paraguai, como a menor taxa de impostos e de energia, o que facilita a implementação de negócios, atraindo vários brasileiros. Outrossim, os menores custos com as universidades paraguaias contribuem para atrair vários jovens brasileiros, especialmente para os cursos mais caros como o de medicina.

Entretanto, além do alto número de brasileiros, não podemos esquecer das ações do crime organizado do nosso país no Paraguai, como a Organização Criminosa - OrCrim PCC, que tem impactado a segurança dos dois países. Dessa forma, o território paraguaio tem servido como uma rota de contrabando de todo tipo, notadamente de drogas e armas, para o Brasil, e para outros mercados consumidores, como a Europa.

Outro fator que deve ser examinado, ao olharmos o mapa, é que o Paraguai, assim como o Uruguai, serve como um Estado tampão, entre o Brasil e a Argentina, em sua rivalidade histórica, que atualmente está muito reduzida.

É digno de nota que a sua posição geográfica possui uma importância estratégica no tocante ao controle da relevante hidrovia Paraguai - Paraná, que é relevante para o agronegócio brasileiro e para a integração econômica da América do Sul.


Figura disponível em https://static.dw.com/image/62718702_7.png

Convém mencionar que a indústria paraguaia é muito incipiente, o que é uma oportunidade de negócios para as exportações do nosso parque industrial, inclusive do setor de defesa.

O Brasil é o principal destino dos produtos de exportação paraguaios, como energia. Atualmente, ambos os países possuem a questão energética de Itaipu, que envolve a renegociação do preço da energia comprada pelo governo brasileiro, a ser resolvida.

Como o Paraguai é o único pais da América do Sul que reconhece Taiwan como um país independente, o Brasil se torna importante para escoar os produtos paraguaios para a China, comprando-os e depois exportando-os para os chineses. Logo, a China que tem aumentado a sua influência nos países sul-americanos não tem tanta abertura no Paraguai.

Portanto, é fundamental que o governo brasileiro exerça uma influência nesse vizinho, visando atingir os nossos objetivos geopolíticos.

O Blog é de opinião que o Brasil deve dar uma maior atenção e importância na sua relação com o Paraguai, exercendo uma influência geopolítica, de preferência na forma de soft power, e com isso se firmar como o líder regional da América do Sul.

Qual a sua opinião? O Brasil tem uma grande estratégia para se firmar como o líder regional da América do Sul?

Seguem alguns vídeos para auxiliar a nossa análise:

Matéria de 20/12/2023:

Matéria de 15/08/2023:

Matéria de 28/04/2023:

Matéria de 18/02/2023:


Comentários


bottom of page