O problema venezuelano e os seus impactos e impasses geopolíticos.


Figura disponível em: https://velhogeneral2018.files.wordpress.com/2019/03/capas-posts-47.jpg?w=870&h=768&crop=1

O regime do presidente Maduro da Venezuela, que é uma ditadura de esquerda, se transformou num problema geopolítico para o continente sul-americano e para os EUA.

Está acontecendo uma migração de parte da população para vários países, devido as péssimas condições de vida, das repressões por parte do governo e das milícias favoráveis ao regime, e ao aumento da escalada da violência interna. A economia do país está com grandes problemas, ainda mais devido ao desaquecimento da economia mundial por causa da pandemia, pois ela é totalmente dependente do preço do petróleo. Convém mencionar que o país está sofrendo sanções econômicas por parte dos EUA e de alguns países aliados.

Neste cenário, o regime de Maduro buscou ajuda militar, política e econômica junto a Rússia e a China em troca de fornecimento de petróleo e a da continuidade do pagamento das dívidas com esses países. Além desses, conseguiu apoio do Irã e da Turquia, e lógico não podemos nos esquecer de Cuba que estava apoiando anteriormente.

Como podemos ver, a Venezuela se tornou em boa oportunidade para os países que não possuem boas relações com os EUA em dar um troco geopolítico, porque o país está dentro da área de influência norte-americana, se transformando numa "nova Cuba". E como existem militares da Rússia e da China nesse país, a opção militar torna-se arriscada, embora na opinião do blog, caso aconteça uma intervenção militar estadunidense, tais países não reagiriam militarmente. Porém, com toda certeza, tanto a Rússia quanto a China estarão em qualquer negociação sobre a Venezuela, assumindo assim protagonismo na América do Sul. Dessa forma, o Brasil tem a sua política externa na região esvaziada, bem como o seu protagonismo no continente, além da diminuição da sua liderança regional.

Maduro fez declarações de que os EUA, Colômbia e Brasil têm planos militares para invadir o país. Tal fato, visa desviar as atenções de sua população sobre os problemas domésticos. É interessante lembrar que a Venezuela possui uma área em litígio com a Guiana, e poderá utilizar também esse pretexto como "cortina de fumaça".


Figura disponível em: https://2.bp.blogspot.com/-UNTwk_ByNAI/XHU8mshLE9I/AAAAAAAAW8o/A04uSPkJDEcM7HsovTZP_9ug1kKVpdG6ACLcBGAs/s640/ma%2Bpa%2Bguiana%2Bvenezuela%2B1.jpg

Os EUA continuam a pressionar o regime em todos os setores, visando a sua queda, e recentemente enviou uma força naval para as proximidades da Venezuela com a justificativa de combate ao narcotráfico, bem como colocou uma recompensa por Maduro.

Seguem alguns vídeos sobre o assunto:






Qual a sua opinião sobre o problema venezuelano? O Brasil perdeu a oportunidade de ser protagonista e de se consolidar como a liderança da América do Sul?