top of page

Índia: aliado estratégico para o Brasil no período de disputa geopolítica entre a China e os EUA.


Figura disponível em: https://www.fazcomex.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/06/importa%C3%A7%C3%B5es-da-india.jpg

O Brasil e a Índia possuem muitas características, realidades e objetivos em comum, onde listamos os principais abaixo:

  • são grandes países com população numerosa;

  • possuem uma grande diversidade religiosa;

  • tentam combater a pobreza em seus países;

  • são países influentes em suas regiões;

  • pleiteiam um assento como membro permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas;

  • são países com grandes economias com potencial de crescimento;

  • participam de vários fóruns em comum, como: BRICS, G4, G20, IBAS e BASIC;

  • possuem projetos de desenvolvimento similares;

  • possuem grandes desigualdades sociais;

  • são duas grandes democracias.

Além disso, o nosso país é o principal parceiro comercial da Índia na América do Sul, e realiza de forma regular o exercício naval IBSAMAR com esse país, juntamente com a África do Sul, com o propósito de estreitar os laços de amizade entre esses países, e de contribuir para a interoperabilidade entre as Marinhas.

A China encontra-se em outro patamar no cenário internacional, agindo como uma potência que desafia a hegemonia dos EUA, e atualmente nos olha de forma diferente. Pelo outro lado, o governo de Washington sempre tratou o Brasil como um país periférico, em que pese ter a noção do nosso potencial e da nossa importância geopolítica.

É digno de nota que o governo de Pequim encontra-se atuando geopoliticamente nos países do nosso Entorno Estratégico, diminuindo a nossa liderança e o nosso protagonismo, bem como trazendo para próximo do Brasil a disputa sino-estadunidense.

Nesse sentido, a Índia seria um aliado e parceiro em condições mais próximas da realidade brasileira, sendo essa aliança a mais lógica, pois são duas potências que tentam se consolidar na liderança em suas regiões, bem como tentam um maior protagonismo na agenda internacional.

O governo de Nova Delhi vem enfrentando grandes desafios geopolíticos, devido a relevância dos problemas de fronteira com os seus vizinhos, como o Paquistão e a China, e não podemos esquecer da influência russa na região. Com isso, um parceiro como o Brasil seria uma alternativa confiável e segura de expandir a sua economia, e para auxiliar em sua segurança energética (biocombustível (etanol) e petróleo) e alimentar (agronegócio).

Na outra ponta, a Índia possui a tecnologia de que necessitamos para podermos nos desenvolver de forma menos dependente da China e dos EUA, e que se encontram em uma ferrenha disputa geopolítica, o que mitigaria uma possível pressão no Brasil para se alinhar a um deles.

Relembra-se que historicamente o nosso governo sempre primou por uma posição independente e autônoma, mesmo que houvesse uma aproximação com o nosso vizinho do Norte (EUA).

Nesse cenário, a Índia poderia substituir a China como o principal parceiro comercial, devido ao potencial do seu mercado interno, bem como contribuir para o desenvolvimento tecnológico brasileiro, diminuindo as nossas vulnerabilidades e dependências.

Ademais, tal aliança poderia ajudar a contrabalançar a influência chinesa na África e nas demais regiões estratégicas para esses países, pois a região do Indo-Pacífico é primordial para a Índia, bem como a região da costa ocidental africana e a América do Sul são fundamentais para o Brasil.

Figura disponível em: https://www.lowyinstitute.org/sites/default/files/Header_3_0.jpg
Figura disponível em: https://cdn-defesaaereanaval.nuneshost.com/wp-content/uploads/2017/03/PND.png

Dessa forma, a aliança indo-brasileira poderia, por meio da união dos esforços econômico, tecnológico e militar, tentar influenciar geopoliticamente os governos dessas regiões. Isso seria facilitado pela pequena rejeição que o Brasil e a Índia possuem no continente africano. O Blog já abordou em postagens anteriores a importância da África para o Brasil e a Índia.

Apesar de termos, desde 2006, uma relação estratégica com a Índia, somente em 2016 é que se iniciou uma maior aproximação com aquele país. Porém, devido aos desafios geopolíticos indianos, bem como a sua atual política estar sendo mais assertiva, o governo de Nova Delhi tem envidado esforços para estreitar e fortalecer os laços com Brasília, resultando em 2019 no estabelecimento de vários acordos entre os Estados.

O Blog é de opinião de que a Índia é um aliado estratégico para o Brasil, e que somente o estabelecimento de uma parceria e aliança entre as partes poderá diminuir as vulnerabilidades desses Estados, contribuindo para o atingimento dos objetivos geopolíticos indo-brasileiros, bem como ajudando nas suas consolidações como líderes regionais, num período de competição entre as grandes potências. Porém, o Brasil deverá ter ciência de possíveis desdobramentos geopolíticos por parte da China, que se encontra também em disputa geopolítica com a Índia (já analisado no Blog), e que vem tentando se afirmar como potência mundial.

Qual a sua opinião? A Índia seria o melhor aliado para o Brasil? Estamos prontos para isso? Seria vantajoso sair da esfera de influência dos EUA e da China?

Seguem alguns vídeos para as nossas análises:

Matéria de 2017:

Matéria de 24/01/2020:

Matéria de 25/01/2020:

Matéria de 11/11/2019:

Matéria de 24/01/2020:

Matéria de 06/10/2018:

Matéria de 17/10/2016:

Matéria de 04/09/2018:

Matéria de 27/01/2020:

Matéria de 24/01/2020:

Matéria de 23/01/2020:

Matéria de 25/01/2020:

Matéria de 21/01/2020:


Comments


bottom of page